Obesidade Infantil e Diabetes

Por Nut. Ana Claudia Lazuroz

A obesidade infantil é um dos problemas de saúde pública que mais preocupa atualmente. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) cerca de 45 milhões de crianças no mundo abaixo de 5 anos estão com obesidade, e a estimativa é que se nada for feito, até 2025 teremos cerca de 75 milhões de crianças com obesidade.

O fato é que a obesidade infantil é uma porta aberta para o desenvolvimento de diversas doenças crônicas não transmissíveis, e o Diabetes Mellitus está entre elas.

E as medidas de prevenção são necessárias, respeitando fatores culturais, econômicos e sociais. Porém, diante do cenário atual, onde as crianças estão passando mais tempo em casa, com uma proximidade maior das telas de computadores e celulares, menor prática de atividades físicas e atividades ao ar livre.

O estímulo à atividade física e à alimentação de qualidade se torna um grande desafio para as famílias, mas é importante saber que as melhores oportunidades de aprendizado vem do ambiente familiar.

Então de maneira prática, de que maneira podemos ajudar nossas crianças a melhorar o estilo de vida?

– A criança desenvolve hábitos de acordo com a rotina da família, pois ela se habitua desde muito cedo a apreciar alimentos que fazem parte da rotina dos pais, então se você quer que seu filho se alimente melhor, seja o exemplo, os pais são como espelho!!

– Não encha a dispensa com alimentos que você sabe que não fazem bem para a saúde do seu filho e da família, pois se o alimento estiver fácil, ele vai consumir quando tiver oportunidade.

– Pratique atividade física e incentive seu filho a praticar atividades sempre, principalmente ao ar livre se tiver oportunidade.

– Leve seu filho às compras de hortifruti, feiras livres, é uma maneira de envolvê-lo mais, e fazer com que ele se sinta mais interessado e curioso pelo universo dos alimentos.

– Caso seu filho recuse determinados alimentos, não desista, continue oferecendo e tente modificar a maneira de preparo para despertar o interesse, e peça para ele experimentar primeiro antes de dizer que não gosta, tenha paciência e não desista.

Envolva sempre seu filho na rotina de compras e preparo dos alimentos, pois é uma maneira de despertar a curiosidade da criança, aproximar a família e render ótimos momentos juntos. Pode ser uma maneira de afastá-lo um pouco das telas.

Essas são pequenas ações que podem ajudar nossas crianças a desenvolver melhores hábitos, fazer melhores escolhas, e ter um estilo de vida mais saudável.

Lembre-se sempre que a educação começa em casa, e a prevenção está em nossas mãos.

Se necessário procure ajuda e orientação profissional, pois ele está apto a orientar toda a família!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *