Criançada e a Rima da Insulina

O diagnóstico do diabetes geralmente vem como um susto.

Se para muitos adultos a falta de conhecimento sobre a doença traz medo, imaginem como se sente uma criança sendo a única a ter que tomar injeções ou furar os dedinhos para medir a glicemia? A Rima da Insulina nasceu a partir daí.

A Nina e o Pedro são inspirados em crianças reais, que com o apoio da família conseguem conviver bem com a

condição e seguir sendo crianças que brincam, que nadam, que andam de patinete… o diabetes vem como uma situação a mais, e não como a que define o que eles são.

A partir da história e da forma lúdica em que o diabetes é explicado, os pequenos se reconhecem com os personagens e essa representatividade torna o dia a dia com diabetes mais leve.

Fui diagnosticada com diabetes tipo 1 em 2009 e a partir de uma conversa com a Helena, mãe da Sofia (a Nina da Rima), surgiu a ideia de criar essa história pensando na inclusão e em como a educação em diabetes, ainda que venha através de um livro infantil, é importante para o tratamento.

– Ilustração: Patrícia Castro – Editora: Quase Oito – Para adquirir o livro: @arimadainsulina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *