ADA 2019: Redes Sociais como Ferramenta Estratégica

Já faz parte da programação de eventos internacionais um simpósio, workshop ou mesa para discutir sobre o papel das redes sociais. Duas atividades pré-congresso abordaram o tema no 79th Scientific Session – o Congresso da ADA 2019 (American Diabetes Association).

Uma das atividades foi a Rede Interprofissional Feminina WIN ADA, debatendo o uso das ferramentas e estratégias para comunicar eficientemente a ciência. A proposta é mostrar como as mídias sociais podem promover o segmento de forma ética e correta.  Os debatedores mostraram que a mídia social está se tornando essencial para os pesquisadores promoverem suas pesquisas, interagirem com colegas e criarem novas oportunidades profissionais. Neste workshop interativo, o Twitter foi uma das mídias, que é a preferida dos americanos. O Twitter – diferente do que acontece no Brasil – continua sendo uma das mídias sociais mais fortes. Ela é mais usada na cobertura dos eventos para espalhar a informação.

A Dra. Chandra Osborn fez uma pequena lista básica do Twitter:

– promover ciência

– seguir e discutir as últimas pesquisas online

– divulgar a informação correta junto ao público

– encontrar oportunidades de trabalho

– construir uma comunidade que fortaleça seu trabalho.

Mas e no Brasil? Estamos discutindo isso como deveria? Será que o medo ainda está acima da importância da ferramenta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *